quarta-feira, 15 de maio de 2013

América Central - Física


América Central - Aspectos Físicos Gerais

Nesse material optamos por não manter a América Latina como um conceito geográfico, mas sim como um conceito histórico-cultural, colocando os países que constituem esse conjunto distribuídos de acordo com seus papéis na conjuntura socioeconômica do mundo atual.
Assim, preferimos desmembrar o conjunto latino-americano de países colocando o México mais junto aos EUA, Canadá, Nafta e bacia do Pacífico no 2º caderno do que com os demais latino-americanos que estudamos nesse bloco, mais a partir de suas posições geográficas e econômicas do que sócio-culturais.
 América Central
Região mais "balcanizada"(fragmentada) na América Latina. Divide-se em duas porções:
 A - Continental:
Formada pela Guatemala - Honduras - Belize - El-Salvador - Nicarágua - Costa Rica e o Panamá. Possui um relevo em patamares ascendentes do Atlântico para o Pacífico: planícies litorâneas -planaltos interiores e montanhas elevadas. É muito quente e úmida (intertropical) sobretudo na orla atlântica, o que a torna insalubre e pouco habitada. Nas terras elevadas do interior e voltadas para o Pacífico há um resfriamento provocado pela maior altitude, razão da população se concentrar nesses espaços. Possui uma população predominantemente mestiça (brancos com ameríndios) e uma economia primário-exportadora: bananas, café, algodão, cana-de-açúcar, etc. é uma das áreas mais convulsionadas politicamente do mundo. Situação agravada pela histórica ingerência dos EUA em seus assuntos internos. A violência política é diária, exceção feita à Costa Rica, Honduras e Belize.
  B - Insular: onde há três subconjuntos
1. As Grandes Antilhas, ilhas de maior extensão: Cuba, Haiti ou São Domingos, Jamaica e Porto Rico;
 2. As Pequenas Antilhas, número elevado de ilhas, dispostas em arco, desde a Venezuela chegando até Porto Rico;
3. As Bahamas, situadas ao nordeste de Cuba.
 Excluindo Cuba, são unidades políticas frágeis e pauperizadas, também de economias primárias e voltadas para o mercado externo. Predominam mestiços, diferentemente da porção continental, de brancos e negros (historicamente, nelas foram implantadas "plantations" à semelhança do Brasil: canavieira, cafeicultora e outras). O único país que iniciou um processo de industrialização e obteve avanços sociais notórios foi Cuba, os demais mantêm economias e sociedades tradicionais, com as suas características de desigualdades, pobreza e analfabetismo.
 A Zona do Canal
Com 1 582 km2 e 48 000 habitantes - é uma região encravada no sentido leste-oeste no território da república do Panamá; destaca-se por conter uma notável obra de engenharia humana: o canal do Panamá (68 km) construído pelos EUA (1904 e 1914) e que atravessa o lago artificial de Gatum; dispõe de 6 comportas ligadas por eclusas, que elevam os navios a 24 m acima do nível do mar, permitindo a travessia do Atlântico para o Pacífico e vice-versa . Foi idealizado pelo francês Ferdinand Lesseps, que não conseguiu construí-lo (construtor do canal de Suez, no Egito). Os EUA planejam devolver a área ao Panamá até o ano 2000. A administração econômica do canal já é compartilhada pelos panamenhos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fico muito agradecido pela sua visita.
Me perdoe não poder responder às suas perguntas.
Se gostou e quiser elogiar ou criticar positivamente, ficarei agradecido e até envaidecido.
Se não gostou, não há necessidade de expor sua ira, frustrações ou ignorância escrevendo grosserias. Simplesmente procure outro material na internet.
Forte abraço!
Prof. Miguel